quarta-feira, 23 de maio de 2012

A ligação

Ela me ligou.

Eu, atendi:

- Alô?

- Oi.

- Quem é?

- Sou eu, *****.

- Ah, oi. Diz aí.

- 'Cê tá melhor?

- É né... aos poucos vai sarando.

- Pode crer.

(...)

- E você?

- 'Tô bem. Atarefada mas 'tá tudo bem.

- Legal.

- Enfim, te liguei porque fiquei realmente preocupada naquele dia.

- Ah, certo. Não, não, tá tranquilo.

- Você parecia tristinha. Não gosto quando 'cê fica assim.

- Nem eu. Haha.

- É.... De qualquer forma. Você sabe que qualquer coisa eu estou aqui pra você, não sabe?

- Sei. É, eu sei.

- Mesmo sendo impossível. Eu estou aqui pra você.

- Eu sei.

- Mesmo que nosso futuro seja impossível. Eu realmente estou aqui pra você.

- É. Sei.

- Mesmo que eu não exista. Eu estou aqui.


Fitei o teto. Contei alguns segundos e percebi que estava falando sozinha.

2 comentários:

  1. Rapaz, um dos melhores que eu já li. Sério. Velho, tão... Real.

    ResponderExcluir